Assessoria a DESIGNERS, PROFISSIONAIS de PROPAGANDA e MARKETING

 

O processo de criação de marcas – nomes, logotipos e/ou símbolos – não depende apenas da criatividade dos profissionais da área, mas também da disponibilidade e registrabilidade desses signos para registro perante o INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial), de acordo com as normas relativas à Lei da Propriedade Industrial (Lei Nº 9.279/96).

No entanto, a maioria das faculdades nas áreas de Design e Comunicação valoriza o aspecto criativo e deixa de lado o ensino das pesquisas de disponibilidade e registrabilidade das marcas (também conhecidas como “buscas”) que deveriam acompanhar o processo de criação desses nomes, logotipos e/ou símbolos.

Na prática, essas pesquisas, quando realizadas, acabam sendo feitas, após o término do trabalho criativo, por advogados e profissionais que atuam na área de Propriedade Industrial.

De qualquer forma, é melhor que as pesquisas sejam feitas após a entrega do serviço, do que deixar de fazê-las. Quando elas não são feitas, algumas empresas acabam descobrindo, tarde demais e da pior forma, que suas marcas infringem direitos de terceiros. Nesses casos, as empresas acabam perdendo todo o investimento relacionado àquela marca e, dependendo da situação, o criativo pode até acabar sendo responsabilizado pelos prejuízos sofridos pela empresa.

Pensando em como evitar esses problemas, a D.Portilho desenvolveu cursos e treinamentos exclusivamente para os profissionais de criação, que permitem que eles tenham mais autonomia e segurança com relação às suas criações.

Isso não significa que os serviços dos advogados e agentes de Propriedade Industrial poderiam ser dispensados, pois apenas esses profissionais são capacitados para pesquisar os casos mais complexos e que requeiram uma análise mais profunda de colidência ou registrabilidade. Mas, com os cursos e treinamentos oferecidos pela D.Portilho, os profissionais de criação obterão os conhecimentos básicos necessários para avaliar as questões mais óbvias de irregistrabilidade, bem como para efetuar as pesquisas iniciais e eliminar e os conflitos mais simples entre marcas, símbolos e logotipos, agilizando assim todo o processo de criação.

Assessoria a DESIGNERS, PROFISSIONAIS de PROPAGANDA e MARKETING

 

O processo de criação de marcas – nomes, logotipos e/ou símbolos – não depende apenas da criatividade dos profissionais da área, mas também da disponibilidade e registrabilidade desses signos para registro perante o INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial), de acordo com as normas relativas à Lei da Propriedade Industrial (Lei Nº 9.279/96).

No entanto, a maioria das faculdades nas áreas de Design e Comunicação valoriza o aspecto criativo e deixa de lado o ensino das pesquisas de disponibilidade e registrabilidade das marcas (também conhecidas como “buscas”) que deveriam acompanhar o processo de criação desses nomes, logotipos e/ou símbolos.

Na prática, essas pesquisas, quando realizadas, acabam sendo feitas, após o término do trabalho criativo, por advogados e profissionais que atuam na área de Propriedade Industrial.

De qualquer forma, é melhor que as pesquisas sejam feitas após a entrega do serviço, do que deixar de fazê-las. Quando elas não são feitas, algumas empresas acabam descobrindo, tarde demais e da pior forma, que suas marcas infringem direitos de terceiros. Nesses casos, as empresas acabam perdendo todo o investimento relacionado àquela marca e, dependendo da situação, o criativo pode até acabar sendo responsabilizado pelos prejuízos sofridos pela empresa.

Pensando em como evitar esses problemas, a D.Portilho desenvolveu cursos e treinamentos exclusivamente para os profissionais de criação, que permitem que eles tenham mais autonomia e segurança com relação às suas criações.

Isso não significa que os serviços dos advogados e agentes de Propriedade Industrial poderiam ser dispensados, pois apenas esses profissionais são capacitados para pesquisar os casos mais complexos e que requeiram uma análise mais profunda de colidência ou registrabilidade. Mas, com os cursos e treinamentos oferecidos pela D.Portilho, os profissionais de criação obterão os conhecimentos básicos necessários para avaliar as questões mais óbvias de irregistrabilidade, bem como para efetuar as pesquisas iniciais e eliminar e os conflitos mais simples entre marcas, símbolos e logotipos, agilizando assim todo o processo de criação.